sábado, 18 de novembro de 2017

Para quem gostar de ler: Imprevisível, eu?

   "Quero deixar registrado que eu não faço ideia do quanto essa viagem pode mudar a minha vida, o  quanto eu acho incrível a vida ser uma grande estrada escura, a qual a gente nunca sabe aonde o caminho escolhido pode nos deixar."
Trecho retirado do post "Férias do blog + Viagem", 27 de junho de 2017.


    Quando eu voltei de viagem reli esse post. Realmente, viajei sem fazer ideia do que aconteceria nesse tempo de distância. Vi o mundo desabar, me arrependi de ter nascido, não pude fazer nada além de esperar. Muita coisa mudou no meio desses quatro meses. Então percebi que de certa forma, eu não tenho um rumo e sou totalmente imprevisível. Recomecei quantas vezes foram necessárias em 2017. 


   
    Outro dia estava relendo uma conversa antiga no whatsapp, causadora de uma grande bad nas férias. Talvez no dia eu não percebi o quanto amadureci e aprendi com os meus erros, mas consegui dizer tudo quando mostrei como sou decidida o suficiente para não querer outro embuste na minha vida tentando me modificar através de chantagens emocionais



    
   
  Reler essa conversa me causa uma crise de risos. Sério, foi incrível o meu sarcasmo ao escrever  "Difícil ver alguma mulher com a opinião muito forte, então deve dar medo mesmo pra quem não está acostumado a lidar com gente que tem opinião e pensamento próprio.". Finalmente aprendi que apenas gostar não era suficiente para insistir em alguém, comprovei isso quando estava do outro lado do país. Faltando cinco dias para a minha volta, ele foi sincero comigo, falando que não foi forte o suficiente para me esperar. Sabotado com a sua própria insegurança, era algo que ele esperava de alguém imprevisível como eu. Sai de Minas Gerais feliz, cumpri com a minha palavra e recomecei pela terceira vez. 



  Acredito que as palavras tem poder e as coisas acontecem no momento certo. Não me prendi ao que me fazia mal, estive consciente que em algum lugar no mundo ia ter alguém que me aceitaria do jeito que eu sou, e fruto do acaso, o conheci dois dias anteriores dessa conversa. De uma forma inimaginável, o roteiro da minha vida novamente mudou. 



        Não me arrependo de nada que vivi ou fiz. De qualquer forma o caminho teria sido esse. Gosto de ficar deitada olhando para o teto do meu quarto e pensando nas voltas que o mundo deu, em consideráveis poucos meses. Talvez seja essa imprevisibilidade que deixa a vida bem mais emocionante, afinal é um mar de infinitas possibilidades e caminhos a serem traçados ♥.





   


16 comentários:

  1. acho mt facil se identificar com esse seu post, cada escolha é uma renuncia na vida mesmo, mas temos sempre que quiser em frente, acreditando ter feito o melhor

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz ao saber que se identificou, e sim, a vida é assim mesmo!

      Excluir
  2. Oi Carol,
    A gente aprende com cada situação que vivemos e nos tornamos pessoas mais fortes.
    big beijos
    www.luluonthesky.com

    ResponderExcluir
  3. É bom olhar para o passado e ver o quanto aprendemos. Ainda bem que você não deu chance para esse embuste na sua vida.
    Bjus!

    galerafashion.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Chance eu até dei antes de saber que era cilada, mas dei sorte, ele fez merda e eu percebi o quanto não valia dar chance nenhuma.

      Excluir
  4. "Homem" não pode ver uma mulher girl power que entende de empoderamento feminino que corre. Pode ter certeza que você não perdeu, se livrou! Uma mulher maravilhosa como você merece coisa melhor! E ainda bem que podemos mudar de opinião né?

    Beijos ♡
    Keep Calm Girls

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obriiiigada <3. Verdade, eu não sei o que ele queria para a vida dele, mas era como se somente ele estivesse certo e teria que aceitar tudo se quisesse permanecer ao lado dele. O negócio é que eu realmente não fiz muita questão. O apego era grande, mas prefiro recomeçar do que mudar para caber no mundo de alguém.

      Excluir
  5. Eu simplesmente amei seu post, me fez refletir sobre minha vida.
    Eu também ás vezes vejo minhas postagens antigas e conversas no celular e vejo o quanto eu amadureci, acho que as dores da vida e as dificuldades foram os motivos para a mudança;
    Hoje sou mais forte, decidida e mais madura ainda (claro, as vezes tenho momentos de euforia e criancice), sou imprevisível também. kkk
    Adorei a sua foto no final, ficou incrível e lindo! *--*
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que gostou <3. É, é bom ver o quanto a gente amadureceu! É o melhor lado da história :3.

      Excluir
  6. Carol, a sua atitude com essa pessoa foi ótima! Isso se chama amor próprio. Não vale a pena mudar por ninguém, pois ninguém faria o mesmo por você. É exatamente isso, bora tocar o barco que tem coisas muito melhores lá na frente.

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Demorei para criar o amor próprio, mas consegui. Toquei o barco com alguém que valia a pena, consegui.

      Excluir
  7. Carol! Muitas vezes são conversas como essas que nos fazem ir para sempre, continue assim. Beijos
    www.achatadebatom.com

    ResponderExcluir

♥ Comentem
♥ Caso não tenha uma conta no google, deixei a opção de comentar anonimamente
♥ Contato: carol_cruz1997@hotmail.com