02 outubro 2020

Coisas que me ajudam na depressão

      Já comentei algumas vezes no blog que tenho depressão. O meu primeiro diagnóstico foi em 2015 e era algo que eu jamais imaginava ter, principalmente há sete anos atrás, quando mal falavam dessa doença e julgavam como frescura. Era como se você só pudesse ter se acontecesse algo extremamente ruim, mas o buraco é mais embaixo e nem todas as depressões se iniciam assim. Como eu costumo dizer, depressão não é sinônimo de tristeza, embora esteja fortemente presente nos casos depressivos.


       Quero falar um pouco do início. Sou uma pessoa quieta, mas consigo me socializar de forma ok (desde que eu queira). Sempre fiz as coisas que eu gostava, porém por alguns acontecimentos na adolescência em 2013 comecei a desencadear essa doença. Fiquei  isolada no sentido de amigos, não tinha energia e disposição, com dificuldades nos estudos e nenhuma atividade fora a escola. Andei com pessoas que me fizeram muito mal e sofri decepções. Em 2014 eu dei uma melhorada, inclusive criei o blog. Mas 2015 foi um inferno! Pressão por todos os lados, relacionamentos que me fizeram me sentir um lixo e problemas para blogar. Comecei meu tratamento e melhorei chutando as pessoas bostas. Voltei a ter recaídas apenas em 2018 e iniciei um tratamento no final daquele ano. Melhorei e depois piorei durante 2019 e parte de 2020, até me encaixar no tratamento. Não estou 100%, mas algumas coisas estão me ajudando e vou compartilhar com vocês.


Acompanhamento Psicológico e Psiquiátrico



      Em 2014 quando fui  marcar a primeira consulta, parecia coisa de gente problemática e isso fazia eu me sentir mal. Acredito que nem minha mãe levava a sério e percebia que eu realmente precisava de ajuda. A minha psicóloga da época não era uma das melhores e por isso acabei parando em seis meses. Só voltei a procurar em 2019 e a minha atual psicóloga é maravilhosa. Ela me ajudou a encontrar soluções e superar medos. Mas ainda me sentia triste e improdutiva. Eu sabia o que fazer, mas não conseguia. Como piorei na pandemia, iniciei a tomar remédio antidepressivo e agora estou fazendo acompanhamento psiquiátrico. Fazer os dois juntos é o que realmente está ajudando e agora estou bem mais tranquila e produtiva.


Criar conteúdo para o blog


Foto do post "Coisas Que Ninguém Te Conta Sobre: Blogueiras #3"


      Desde sempre o blog veio me ajudando, principalmente esse ano que estou me dedicando mais. Amo criar os conteúdos, testar produtos, fazer as fotos, escrever, retribuir visitas. Dá trabalho, mas eu amo! 


Fazer Bullet Journal ouvindo casos criminais


Foto do post "Bullet Journal: Março"

       Esse aqui não tem nada a ver com nada. Sempre gostei de casos criminais e conheci três canais no youtube maravilhosos que falam disso (mostrei aqui). Comecei a ouvi-los quando iniciei o bullet journal esse ano. Amo desenhar e criar algo novo. Adoro fazer isso ouvindo vídeos aleatórios de crimes não resolvidos, desaparecimentos e serial killers. Mas não recomendo a quem é sensível a esse tipo de conteúdo ou possui algum distúrbio mais sério. Quando enjoava, eu ia ver séries como "Meu gato endiabrado" e "Muquiranas" de canais de TV por assinatura, mas eu assistia no youtube.


Praticar maquiagem



       Amo maquiagem e me maquiar me faz ficar entretida. Fiz isso enquanto estive com o corona vírus, para ajudar a passar o tempo. De quebra aprendi a fazer mais maquiagens e venho gostando cada vez mais.


Me produzir todinha e fazer fotos


Foto do post "Fotografando: Fotos em Casa"

    Sempre gostei de produção de moda e queria demais trabalhar nisso. Mas enquanto ninguém me contrata, aproveito para fazer em eu mesma e treinar fotografia. Junto o praticar maquiagem e crio um look completo com acessórios. Penso em um cenário e faço as fotografias com ajuda do tripé. Me distrai e me ajuda na autoestima. De quebra gero conteúdo para o Fotografando ♥.


Jogar algo relaxante



      Amo joguinhos, seja pelo celular ou computador. Ficava horas jogando UNO quando o Marcos me presenteou com o jogo. Joguei demais no início da quarentena Cozinha Louca e agora estamos jogando Pokemon GO. Me ajuda a distrair a mente na base da concentração. 


Assistir séries, filmes e vídeos



      Outra coisa que leva a mente para outro lugar. Esse ano assisti Control Z todo em um dia. Adoro ver vídeos de maquiagem e episódios de Pesadelo na Cozinha pelo youtube. São coisas que realmente me distrai demais. 


Me afastar do que me faz mal


       E por último, um bem importante e eficaz. Isso é mais em relação a pessoas, mas também pode ser relacionado a hábitos. Mesmo removendo pessoas que me faziam mal, sempre sobra alguém. Esse ano entendi que conviver não é ter que gostar. Removi pessoas assim da minha vida e melhorei. Eu também tinha alguns hábitos ruins, como discutir demais por leves incômodos, insistir além dos limites no que não deveria, dormir tarde e acordar mais tarde ainda, não levantar da cama, ficar no quarto escuro o dia todo. Isso me deixava pior e esse ano aos poucos estou conseguindo mudar.

_______________________________________________________________________________


      Espero que tenham gostado! Essas foram as coisas que mais me ajudaram na depressão. Não é uma doença fácil, mas tem controle e cura em vários casos. É importante fazer um tratamento e aliado a isso atividades prazerosas. Quem sofre ou sofreu com a doença ou teve alguém próximo que sofreu com isso, sinta-se a vontade para dar o seu relato ou desabafar. 


Beijos,

35 comentários:

  1. Imagino que não seja fácil de lidar com isso, mas ainda bem que tem várias coisas que te ajudam a ocupar a mente e o melhor, que te fazem bem.

    Beijo.
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Também tenho, mas felizmente trato desde o inicio. Acho que todos temos! As melhoras querida. Beijinho

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nem todo mundo tem, mas grande parte das pessoas está sujeito a ter um episódio disso na vida. Que bom que tu trata desde o início, melhoras para ti também <3.

      Excluir
  3. Antes de ser diagnosticada eu tbm achava que depressão era apenas tristeza, pois minha mãe tbm tem e eu lembro que quando criança ela entrou em depressão profunda e me dizia que estava apenas triste, mas o assunto era bem mais sério, minha mãe ia morrer se não tivesse achado o médico certo, pois ela definhou, passou dias sem comer. O tratamento dela envolveu o remédio que os soldados tomam pós guerra.
    Tem dias que me sinto como vc, cheia de coisas pra fazer, mas sem a menor vtd de nada. Psicólogos e Psiquiatras bons são anjos na Terra, agora não faço mais acompanhamento, mas fiz por um tempo e eu costumo dizer que mesmo quem não tem doenças psicológicas ou psiquicas deviam fazer terapia, haha.
    Ahh e eu podia ter escrito esse parágrafo sobre o Bullet e os casos criminais. EU AMO! Todo dia eu tomo café e organizo o BuJo assistindo Freak Tv, hahaha. E eu não sabia que vc tirava fotos sozinha, sempre achei que seu namô te ajudava nessa parte, amei saber disso, por que suas produções são maravilhosas!
    Com esse post eu descobri que a gente tem muito mais coisa em comum, uma pena que moramos tão longe uma da outra, haha. Mas enfim, eu fico muito feliz que vc esteja melhor *-*
    Beijo miga, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ainda bem que a sua mãe achou o tratamento e espero de coração que agora ela esteja bem, mas bem melhor e que nunca mais passe por isso.
      E sim, terapia deveriam ser para todos e eu agradeço demais o apoio que tu me deu quando eu fui te perguntar sobre o seu tratamento <3.
      Eu me achava maluca por gostar de fazer o bullet journal ouvindo Freak TV KKKKKKK que bom que tu também gosta.
      Marquinhos costuma fazer minhas fotos externas, porque aí é improvável que eu consiga. Em casa eu que costumo fazer mesmo, aprendi a me virar, espero melhorar mais até.
      E sim, é uma pena que não moramos mais perto, porém se eu for para Curitiba vou te visitar.

      Excluir
  4. é isso aí, tem que procurar tudo o que te faça bem

    beijo
    A mina de fé

    ResponderExcluir
  5. Isso aí, Carol! Eu procurei ajuda psicológica ano passado e tô amando. Mas não tenho depressão, apenas traços ansiosos (até agora...). Essas coisas todas ajudam, mas com certeza retirar as pessoas tóxicas e também sair de atividades que te deixem triste e frustrada são ótimas <3 Também uso a maquiagem como um hobby pra ficar mais feliz *-*

    Bom findi!
    tipsnconfessions.blogspot.com
    instagram.com/raquel_tips

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Terapia serve para tantas coisas e fico feliz por você ter procurado para tratar dos traços ansiosos e impedir que eles retirem a sua qualidade de vida. Isso é muito bom!
      Maquiagem como hobby é maravilhoso <3.

      Excluir
  6. Amei o post, realmente é um assunto bem importante e delicado a ser abordado...o bom é que tem tanta coisa simples que ajuda, né? ♥

    Beijos,
    www.tammycezaretti.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. "Delicado", porém que precisa ser abordado. E tem sim, bastante coisa que vai te ajudar a se recuperar :).

      Excluir
  7. Muito legal vc compartilhar essas coisas que te ajudam pq isso pode ajudar tbm outras pessoas. Infelizmente a depressão é uma doença séria e ainda mal vista por mts pessoas. E vc falou em Meu gato Endiabrado, tem anos que não vejo, me deu saudades.

    Beijos/Kisses.



    Anete Oliveira

    Blog Coisitas e Coisinhas

    Fanpage

    Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Espero que eu consiga ajudar alguém também, assim como muitos me ajudaram. E eu adorava ver Meu gato endiabrado, vejo pelo youtube e amo!

      Excluir
  8. Que post incrível! Muito obrigada por compartilhar isso. Quando não estou muito bem, eu gosto de ficar ouvindo musica pra não ficar ouvindo meus pensamentos.
    Ótimo post!

    Beijo e até a próxima!
    >>> https://julianarabelo08.wixsite.com/donnaju

    ResponderExcluir
  9. Acredito que todas as pessoas (incluindo eu mexma) antes do diagnóstico, acreditava que depressão é só tristeza, ou frescura.


    Depressão e ansiedade tem dias e dias, tem dias que a gente é super produtiva, faz mil coisas, e tem dia que nem se concentrar em algo que a gente gosta ou sair da cama a gente consegue.
    Hobbies ajudam demais, um dos mais me ajudaram foi lettering e artesanato em geral, toda vez que eu começava um lettering ou pintar algo sempre esquecia do tempo, das coisas ao meu redor e dos meus pensamentos.

    Desde mais ou menos outubro do ano passado que eu não tive crises grandes de depressão, apenas de ansiedade e síndrome do pânico as vezes, mas eu estou aprendendo a lidar. Eu fico muito feliz que você encontrou bons médicos e está sempre melhorando ♥


    Beleza Nerd
    Instagram: @gleicyhaner

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu pensava que depressão era tristeza sem fim e eu estava erradíssima, embora no caso mais grave chega a ser quase isso.
      E acho interessante você falar do "dias e dias", porque realmente tem dia que a gente nem parece estar doente. E artesanato também está me salvando bastante <3.
      Fico muito feliz por ti, porque já vai completar um ano e isso é muito bom <3.

      Excluir
  10. Eu gosto de escrever pro blog e fazer croche. :D

    ResponderExcluir
  11. Eu não tenho ideia nem consigo imaginara o tamanho e as dimenções dos seus pensamentos e as coisas que te deixam para baixo,mas fico feliz em saber que a cada dia voce vem superando e saber que estar nesse mundo de blog tenha te ajudado! bjs de luz

    Me faça uma visita! Leh Blogg

    ResponderExcluir
  12. Juro que esse post foi todinho para mim amiga, ultimamente ando tão desanimada, chorosa e sem apatia para nada, nem mesmo para interagir no grupo com vocês. Depressão é foda e o meu eu tive os primeiros sintomas em 2005, quando estava entrando na puberdade. Eu nem sabia que tinha SOP (síndrome dos ovários policísticos) mas eu era mais desenvolvida do que as outras meninas, tinha a pele muito oleosa, cheia de espinhas, era cabeluda (tanto que minha mãe falava que minha bunda parecia de um macaco de tão cabeluda que era), eu me sentia deprimida porque não entendia aquilo. E o ruim é que minha mãe achava normal e eu só foi descobrir a doença em 2012, com 18 anos.
    Deste modo eu era motivo de zombaria na escola, sofria bullying até das pessoas que eu considerava amigos, até professores não gostavam de mim pela aparência. Além disso, sofri assédio sexual que quase se transformou em abuso sexual dentro da minha própria casa. Foi aí o gatilho para a depressão surgir em mim, tão nova. Só fui fazer tratamento contra a depressão em 2012, aí não levava a sério. Até que em 2014 veio a tona e eu comecei a me disciplinar. Tem dias que parece que não existe depressão na minha vida, de tão feliz e alegre que fico, mas outras vezes o sintoma vem com tudo que tento lutar e muito para superá-la. Mas às vezes é difícil.
    Quando estou triste, gosto de dormir, para esquecer da realidade. Também gosto de me maquiar, para me sentir mais bonita. Escrever no blog é uma das coisas que amo fazer, principalmente desabafar, além de ver algum filme ou série.
    Beijos. 
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Poxa amiga, pena que tu custou a descobrir que tinha SOP, se não teria dado para fazer um tratamento desde cedo. E sinto muito, mas muito mesmo por esse episódio de assédio sexual, é muito triste ser mulher e passar por isso desde nova.
      Que bom que em 2014 tu começou o tratamento e qualquer coisa você já sabe que pode contar comigo. E espero que tu aprenda cada vez mais a se maquiar, porque isso ajuda bastante a nossa autoestima, a gente aprende se amar com e sem os produtinhos.

      Excluir
  13. Eu tive depressão leve, não cheguei a procurar ajuda como você. O que ajudou a me distrair foi me manter ocupada seja com blog, vendo séries e filmes, fazendo cursos, maquiagem.
    Fico feliz que esteja melhor.

    Big Beijos,
    Lulu on the sky

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Que bom que de qualquer forma passou e tu conseguiu melhorar sozinha <3.

      Excluir
  14. OI Carol, o importante é se cuidar, reconhecer que é uma doença e afastar o preconceito. Isso mesmo, buscar coisas e pessoas que te façam bem. Se colocar pra cima.
    Post muito útil e sincero.
    beijos
    Chris


    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  15. Ah miga, a depressão é algo horrível mas devemos sempre tentar superar ela. Tirar fotos, se afastar do que nos faz mal e assistir filmes e série é maravilhoso, ah e jogar algo relaxante também ♥ https://itslizzie.space/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu adoro! Me distrai legal :). Espero superar isso logo xD

      Excluir
  16. É uma doença silenciosa que vai tomando conta de nós e quando vemos não conseguimos sair. Sofro com isso viu? Mas, é sempre bom procurarmos coisas para nos distrair e nos mantermos ativas!
    bjs www.diadebrilho.com

    ResponderExcluir
  17. Eu acho ruim lhe da com ansiedade, nem imagino como seja depressão. Sempre bom ter coisas que nos ajudam a enfrentar. Amei o post, fica bem <3

    Beijinhos
    Renata

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim sim, ambos são bem ruins de lidar. Mas no fundo a gente consegue superar :)

      Excluir
  18. Não é fácil de lidar com essa doença, eu imagino isso porque tenho ansiedade e tive crises ano passado que me fizeram achar q estava ficando doida...e a maioria das pessoas acham que é frescura ou algo assim.
    Também faço tratamento, estou tirando o remédio e esse ano consegui encontrar uma psicóloga muito boa... isso não é uma coisa de tipo passou e já era, é uma construção a se fazer todos os dias, as distrações que vc citou me ajudam muito, principalmente o blog e a maquiagem, me ocupa a mente e me deixa feliz.
    Desejo tudo de bom pra vc ❤️

    http://estacaolilas.blogspot.com

    ResponderExcluir

♥ Comentem
♥ Caso não tenha uma conta no google, deixei a opção de comentar anonimamente
♥ Contato: carol_cruz1997@hotmail.com

© Mundo Perdido da Carol 2013 - 2018. Todos os direitos reservados.
Layout e codificação: GLEICY HANER - DESIGNS E FOTOGRAFIA .
Tecnologia do Blogger.
imagem-logo