domingo, 17 de janeiro de 2016

Para quem gostar de ler: Sozinha na multidão

 O nome do post é Para quem gostar de ler,então se não gosta,não quer ou não tem tempo de ler textos grandes escritos em blog, procure o post anterior e comente nele. Só não comenta bosta aqui,se não eu realmente prefiro apagar! 
Obrigada.  


    Aprendi com o tempo e ao passar dos anos que há uma grande diferença entre estar sozinha e se sentir sozinha. Eu era uma criança que na maioria do tempo estava brincando sozinha,falando sozinha, desenhando, escrevendo so-zi-nha. Mas eu nunca me senti sozinha. De certa forma eu estava acompanhada o tempo todo, de amigos imaginários ou não, de qualquer forma eu estava comigo ali. Eu e eu(?!). 



    O tempo foi passando e algumas coisas mudando. Aprendi a dividir o meu mundo (o mundo perdido da Carol) com outras pessoas. Ter alguém para conversar,mandar mensagem,rir,sair. Os amigos imaginários eu fui largando, os brinquedos, mas eu estava ainda comigo mesma. Não me sentia sozinha, me sentia bem. 



    Mesmo quando eu estava na 5ª série ou na 6ª e não tinha amigos/amigas eu não me sentia sozinha. Não importava se passava o intervalo sozinha, se fazia quase um ano que estava naquela escola e quase não conversava com ninguém, se a única companhia que eu tinha era o meu tamagoshi (que eu sinto saudades), eu não me sentia só porque estava comigo.



     Indo um pouquinho mais adiante,passando da 8ª série eu comecei a sentir uma sensação ruim chamada vazio. Acho que foi a perca de contato com algumas pessoas e brigar com outras que eu considerava importante,no meio disso fui me perdendo. Perdendo a essência, perdendo a minha companhia e enfiando na cabeça que precisava de "tal" pessoa para ficar bem. Idiota que sou!


   Não importava quantas pessoas eu tinha por perto,quantos amigos eu falava por dia,eu me sentia tão só. Foi assim que fui aprendendo que nem sempre quantidade quer dizer alguma coisa. O que mata não é estar sozinha e sim perder a sua própria companhia. Enquanto a pessoa não se da conta disso, essa sensação não passa. O vazio da sua alma vai te matar aos poucos,a cada vez que você se der conta de que está "sozinha". 





    Me sinto só porque talvez em alguma época da minha vida eu tenha me abandonado e começado a pensar que eu não era uma companhia boa o suficiente e precisava de algo a mais,quando na verdade tudo o que eu precisava era o que estava abandonando.


20 comentários:

  1. Gostei muito do seu texto! Eu gosto de ficar mais na minha, sabe, não me importo de ficar sozinha. Mas só quando quero. Há momentos que gosto de ter companhia. Como também já houve momentos na minha vida em que eu estava rodeada de pessoas, mas ainda me sentia sozinha.
    bjs

    blogtrashrock.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Entendo bem como é isso. Eu geralmente fico mais na minha,não necessariamente gostando disso. Não é que eu não goste,mas sei que eu deveria sair um pouco dessa zona.

      Excluir
  2. Fica mesmo divinal, querida!!! Podes não sentir muito o sabor do bacalhau se colares legumes, por exemplo :D

    Muitas vezes sinto-me assim... E sei o quão difícil é explicar. É sentir-me sozinho mesmo que rodeado de muita gente. Magoa!

    NEW REVIEW POST | Vogue Power Bank
    InstagramFacebook Oficial PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  3. As vezes nos transformamos pelos motivos errados de forma quase irreparável. Mas a vida segue e é preciso se adaptar as mudanças, principalmente as internas.
    Ótimo texto, me identifiquei bastante!
    Beijos!

    conexaolunar.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É vida que segue mesmo e agora eu tenho duas opções: seguir me lamentando ou dar um jeito nessa situação. Eu ainda não sei qual delas eu consegui escolher x.x

      Excluir
  4. não se sinta só, vc tem a vc mesma e a Deus. Isso basta. Antes sozinha do que mal acompanhada
    Pessoas certas aparece na sua vida e mesmo por briga elas nunca se vão.
    beijos ;*
    arisecondo.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É,essa frase "antes sozinha do que mal acompanhada" era o que regia a minha vida x.x

      Excluir
  5. Que lindo, muito legal compartilhar isso. Eu sempre tive amigos, mas poucos e sempre fui na minha, mas me sinto completamente mal se ficar sozinha hahahaah, lembro que na escola eu entrava em pânico quando minha amiga faltava e eu ficava sozinha haha, depois de adulta, não ligo tanto para isso.


    Beijos


    http://orangelily.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Passei por isso na minha 7ª série. Era horrível (na verdade péssimo). Com o tempo e com a afastando de geral,nem tinha mais porque sentir isto :x.

      Excluir
  6. Eu costumo dizer que somos a nossa melhor companhia, sempre. :)
    Beijinho
    http://themarielement.blogspot.pt/

    ResponderExcluir
  7. Muito bom esse texto, gostei.
    Não me importo de ficar um pouco sozinha, mas não por muito tempo.
    Beijos
    Jana Makes Esmaltes e Cia
    Instagram
    Fan Page

    ResponderExcluir
  8. Me identifiquei demais com o seu texto, também tinha esse sentimento de solidão eu acho, mais mesmo estando com diversos amigos ao meu redor, não conseguia mudar isso, acho que de alguma forma você consegui me explicar a razão :D

    http://www.sweetexpected.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Fico feliz de ter conseguido descrever o que você sente e ao mesmo tempo sinto muito,porque sei como é uma sensação horrível sentir tudo isso. Espero que com o tempo você saia dessa,assim como eu estou tentando sair (e confio que vou conseguir).

      Excluir
  9. Oi Carol !!
    Como você já sabe eu adoro ler seus textos !! Você tem uma facilidade de expressar seus sentimentos !!
    Apesar de eu sempre ter tido amigas eu sempre valorizei muito minha própria companhia, gosto de estar sozinha !! E não me sinto sozinha quando isso acontece (acho que você me entende rsrs).
    Espero que consiga superar essa sensação e perceba novamente como é bom estar com você mesma !!
    Bjim linda

    Paty
    blogpatyrezende.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Paty e eu sempre fico muito feliz ao saber disso ♥. Eu espero ficar bem (espero muito) e espero que não demore muito. Aos poucos eu estou melhorando.

      Excluir
  10. Oi amiga, hoje eu sei o que você sentiu nesse tempo de escola.
    Estou vivendo isso atualmente depois que meu pai faleceu sabe? Apesar de estar "rodeada de pessoas", no fundo eu me sinto sozinha.
    Não consigo mais confiar na minha ex-melhor amiga, cuja amizade tinha 14 anos e ela foi desleal comigo em compartilhar a morte do meu pai para o bairro inteiro, sendo que deixamos a casa sozinha (e o risco de ser assaltada, etc?). Apesar de ter minha mãe e irmão ao meu lado, eu me sinto sozinha, sinto falta do meu pai em casa, sem ele aqui eu me sinto incompleta e sozinha.
    Não tenho namorado para ser meu apoio e meu melhor amigo.
    Então hoje faço tudo sozinha, leio sozinha, escrevo, vejo TV, converso, etc... Tudo sozinha.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Nossa Lady...é realmente muito complicado. Quando a gente faz tudo sozinha e acaba se sentindo só no meio disso,mas espero que melhore para você (e pra mim). Foram duas coisas ruins em uma só. Que a tristeza passe e com ela venha a felicidade. ^-^

      Excluir

♥ Comentem
♥ Caso não tenha uma conta no google, deixei a opção de comentar anonimamente
♥ Contato: carol_cruz1997@hotmail.com