domingo, 16 de abril de 2017

Para quem gostar de ler: Paranoica, eu?

Obs: O nome do post é totalmente claro, é para quem gostar de ler. Começaram a ter muito comentários nada haver, muitos apenas de pessoas para se divulgar. Por favor, antes de comentar leia a postagem! Se não estiver com paciência, vá no post anterior e comente. Os comentários sem nexo com o texto serão apagados antes mesmo de publicados, então não perda seu tempo e não gaste o meu. Agradeço pela compreensão. 

  Fazia um tempo que gostaria de falar sobre isso, mas vinha procrastinando. Porém, é importante bater um papinho sobre isso com algumas pessoas que talvez já passaram ou possam passar pela mesma situação que a minha. 
   Dizem que o ser humano tem um sexto sentido, principalmente mulher. Mas foi apenas nos meus quatorze anos que eu comecei a acreditar nesse poder de pressentimento. 



   É mais do que natural: tem alguma coisa errada acontecendo, a gente sente, mesmo sem ver. E aí entra o assunto de hoje: você muitas vezes vai ser chamada de paranoica, principalmente se estiver certa. 


   Vamos falar mais um pouquinho sobre relacionamentos. Quantas e quantas vezes já aconteceu de você pressentir que havia alguma coisa errada nessa história, mesmo que estivesse aparentemente tudo bem? E era tocar no assunto para ouvir  "Lá vem tu com as suas paranoias. Isso é coisa da sua cabeça, amor.". Já aconteceu comigo, já aconteceu com várias amigas minhas e pelo o que vejo, com muitas outras mulheres. 

   Mês passado eu quase enlouqueci por conta disso. Eu sabia que tinha algo de errado, e toda vez que eu comentava sobre isso, o ser humano desconversava. Omitia. Ocultava. Falava que lá vinha eu com as minhas paranoias. Se escondia por trás das suas próprias mentiras. No mundo que vivemos, é mais fácil jogar a culpa no próximo, do que abrir o jogo e contar a verdade. 

   Sabe qual foi o problema dessa história? É que por duas vezes eu comecei a enlouquecer de verdade. Peguei aquela situação e tomei o problema completamente para mim, jurando que eu era a louca da situação, por ser completamente insegura, não merecendo viver aquela "vida feliz". Nossa, foram duas ótimas lavagens cerebrais. 

   Nessa onda de paranoias até entraram alguns amigos me pedindo calma, que era coisa da minha cabeça. Alguns falaram isso para me deixar "melhor", mesmo sabendo que havia algo de errado, que eu poderia ter razão, mas não queriam me ver preocupada. Poxa migos, vocês acharam mesmo que iam me deixar melhor?



   Resumindo: não é culpa sua. Você não é paranoica! Não leve esse problema para você. Muitas vezes ele nem vai estar em você. O ser humano tem mania de jogar a própria culpa no outro, de esconder as coisas para "poupar", sem medir as consequências. Não é normal sentir extremamente que há algo de errado, não é normal começar a "adoecer" por causa disso. Não é normal começar a achar que está louca. O normal é jogarem a culpa em cima de você. Então se possível, saia logo dessa! 



16 comentários:

  1. As "noias" criadas pelos seres humanos...
    Não devem, mas são super normais.
    Excelente texto.
    bjO

    Dany
    Blog Breshopping da Dany
    Conheça também o Breshopping da Dany KIDS

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Você leu o texto? Pelo visto eu acho que não ou se leu não soube interpretar. Por favor, antes de comentar, leia. Se não, nem comente. Comente o post anterior ou algo do tipo. Obrigada.

      Excluir
  2. Acho que jogar a culpa no outro é muito mais fácil e nos livra na hora, né? Mas depois fica muito pior. Nunca passei por isso, mas às vezes sou um pouco paranoia. Acho que a gente tem que ter muita calma pra tentar discernir se é paranoia mesmo ou é verdade e estão tentando nos driblar. Mas geralmente mulher tá certa, onde desconfia, tem coisa. Nem vale a pena se desgastar com relacionamentos assim, tem sempre outros por vir que serão muito melhores :)

    Beijos e feliz Páscoa!
    http://tipsnconfessions.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paranoias/cismas/neuras são até normais. O que não é normal quando fica extremamente. É sinal de algum problema: ou você é super insegura e precisa de tratamento ou a pessoa está querendo que você acredite nisso. Concordo com você, nessas horas é muita calma mesmo para saber o que é que está acontecendo e da um tempo de tudo o que está te causando insegurança, se não, você tende a adoecer com essa história.

      Excluir
  3. Que reflexão incrível, é muito comum as pessoas apontarem o dedo e falar isso, não somos nós que estamos errados.. não devemos pirar e achar que somos culpados. ❤

    www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Em várias vezes não estamos errados mesmo. É bem cruel esse ato de ocultar e jogar a culpa na outra pessoa.

      Excluir
  4. Olá Carol,

    Verdadeiro o seu post!! As vezes eu enxergo as coisas e meu namorado não e diz que é bobagem..

    Um beijo,

    www.purestyle.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Paciência heim...as vezes só é paranoia mesmo, mas em muitas outras..vish..

      Excluir
  5. Concordo! Quem te chama de louca e paranoica é quem não se conhece, quem acha que principalmente mulheres devem ficar quietas e aceitar tudo ao redor. Espero que você esteja bem agora ♥

    www.vestindoideias.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Mas num é! Pior é que estava mentindo na cara dura e nem disfarçava, sabe? Falava que era mentira e provava com várias outras atitudes que era verdade. Vai entender..

      Excluir
  6. Eu acho que há uma linha tênue entre ser desconfiada e ser paranoica. Eu até concordo com você que sexto sentido de mulher é foda, porém temos que avaliar se realmente é sexto sentido ou se é excesso de desconfiança. beijos!

    Chiquereza

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Sim, foi isso o que eu tentei transmitir com o texto. Eu não disse que paranoia não existe e sim que ela extremamente é sinal de alguma coisa errada. Ou a pessoa é super insegura, ou aí tem! De qualquer forma, é melhor da um tempo do que está te fazendo mau.

      Excluir
  7. Amei seu post, e sobre comentários sem nexo eu passo por isso e ultimamente ando apagando sem dó, porque acho sacanagem sabe? Kkk
    Essa questão de paranoia eu chamo de cisma, e quando isso ocorre comigo já era, não sossego até descobrir algo, ainda mais sobre boys. Já passei por essa intuição no relacionamento e estar certa, por isso, super defendo sua teoria e me afasto daqueles que tentam me provar o contrário ou me ache louca.
    Beijos. ♥

    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu já estou até parando de seguir várias pessoas por causa disso, porque eu sou de participar em todos os blogs que eu sigo e não vale a pena ter algumas pessoas que só querem se divulgar no meio desse círculo.
      Nossa, eu consigo diferenciar na maioria das vezes quando é apenas uma paranoia e quando realmente é um sinal de que há algo errado. Também não consigo sossegar, então acho que as pessoas ao redor tentando me acalmar falando que era coisa da minha cabeça, só piorou. Ainda mais que por um olho eu via a verdade toda acontecendo e no outro eu via várias pessoas mentindo para mim e jogando a culpa do que eu estava vendo em mim. Socorro!
      O pior é saber que muitas pessoas adoecem com isso...

      Excluir
  8. Verdade, Carol. Nunca somos culpadas e parece que mulher sente essas coisas. Já me peguei sentindo várias coisas que realmente estavam acontecendo. É estranho, mas bom ao mesmo tempo. Adorei o post. Beijos
    www.achatadebatom.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Bom porque já larga logo de ser trouxa e sai dessa, ruim porque vem sempre de quem não esperamos.

      Excluir

♥ Comentem
♥ Caso não tenha uma conta no google, deixei a opção de comentar anonimamente
♥ Contato: carol_cruz1997@hotmail.com